Categoria: Beleza

BELEZA – Clarear os pelos do corpo é simples de fazer e pode ser feito em casa

BELEZA – Clarear os pelos do corpo é simples de fazer e pode ser feito em casa

Para algumas mulheres, os pelos escuros, especialmente quando em grandes quantidades e em partes do corpo bastante visíveis, são um incômodo. Por isso, o método de descolori-los é bastante utilizado há tempos. E hoje eu

Leia também: Banho de Lua dicas

Para algumas mulheres, os pelos escuros, especialmente quando em grandes quantidades e em partes do corpo bastante visíveis, são um incômodo. Por isso, o método de descolori-los é bastante utilizado há tempos. E hoje eu vou mostrar um dos kits que você pode adquirir e fazer em casa mesmo: Kit Banho de Lua Argan da marca Bella Donna.

Este kit acima contém absolutamente tudo o que você precisa para fazer em casa o seu banho de lua e deixar os pelinhos do corpo bem clarinho e sem irritações. Ele contém: creme protetor de parafina e silicone, pó descolorante, água oxigenada, banho espumas de arruda, gel esfoliante mel e romã, sais banho de arruda, creme nutritivo de argila e calêndula, óleo perfumado de argan, pote e espátula. Vamos começar então o passo à passo?!
1° Passo: Aplique o creme protetor de parafina e silicone com as mãos, sobre a pele seca, antes de inciar o banho de lua, para evitar coceiras e ressecamento. Não retirar.
2° Passo: Misture o pó descolorante com a água oxigenada no potinho e comece passar nas áreas que deseja clarear os pelos, comece aplicando nas áreas onde têm mais pelos e depois onde têm menos. Espere 15 minutos apenas e retire com bastante água.
3° Passo: Aplique o banho espumas de arruda com as mãos nas áreas onde descoloriu para que seja retirado o que ainda restou do processo anterior e depois enxague.
4º Passo: Aplicar o gel esfoliante mel e romã nas áreas ainda molhadas para retirar as células mortas e enxague.
5° Passo: Dissolver os sais de banho arruda em uma boa quantidade de água e aplicar do pescoço para baixo.
6° Passo: Para uma hidratação profunda aplicar o creme nutritivo de argila e calêndula em todo o corpo ou nas áreas descoloridas.
7° Passo: Por último aplique o óleo perfumado de argan com as mãos nas áreas desejadas para realçar os pelos dourados. Se achar necessário, retire o excesso com uma toalha seca.

Limpeza de pele: benefícios e passo a passo do procedimento

Limpeza de pele: benefícios e passo a passo do procedimento

Ao contrário do que muitos pensam, procedimento é contraindicado para remover espinhas
Manuela Pagan
Escrito por Manuela Pagan
Redação Minha Vida
compartilhar

salvar

O que é a limpeza de pele

Limpeza de pele: tratamento estético elimina cravos e milium

A limpeza de pele é um procedimento estético, realizado em consultórios ou clínicas de estética, que tem como objetivo remover cravos e impurezas da pele. A limpeza de pele também remove o milium, que são pequenos cistos salientes causados pelo acúmulo de óleo e pele nos poros.

Indicações da limpeza de pele
Limpeza de pele – foto: Getty Images
Limpeza de pele – foto: Getty Images
A limpeza de pele é indicada, principalmente, para remoção de cravos abertos (pontos pretos) ou fechados (pontos brancos) e remoção de miliuns. Serve também para remover as células mortas e manter a pele macia e saudável. Todos os tipos de pele recebem muito bem esse procedimento. A limpeza bem realizada ajuda no equilíbrio das peles seca, normal, oleosa e mista. Além do rosto, é possível realizar o procedimento em qualquer outra parte do corpo, como colo e costas.

Como é feita a limpeza de pele
Assepsia da pele – foto: Getty Images
Assepsia da pele – foto: Getty Images
A grande maioria das limpezas de pele segue um passo a passo com etapas bem definidas, que vão desde a higienização da pele até a aplicação do filtro solar. Em geral, a pessoa irá deita-se em uma maca para realizar a limpeza de pele e usa uma proteção para os olhos, que pode ser o próprio algodão. A sessão dura, em média, uma hora. Conheça todas as etapas do procedimento:

– Assepsia: a pele é higienizada com loções de limpeza desengordurantes, cuja ação varia de acordo com o tipo de pele. O objetivo é remover maquiagem, cosméticos e até mesmo as impurezas decorrentes da poluição e a oleosidade da pele.

– Esfoliação: é feita a aplicação de produtos específicos com efeito abrasivo para promover um afinamento da camada córnea, a camada mais superficial da pele, facilitando a extração de cravos e acnes que não estejam inflamadas.”A microesfoliação da pele do rosto, pescoço e colo é feita de forma delicada, com movimentos suaves e circulares”, explica a dermatologista Carolina Marçon.

– Extração: Essa é a etapa mais longa da limpeza de pele, e pode durar 30 minutos ou mais, dependendo do estado da pele. Em seguida da esfoliação, a pele é submetida a um vapor com ozônio, que tem como finalidade abrir os poros e dar emoliência para a pele, facilitando a drenagem, sempre manual e cuidadosa dos cravos, espinhas e dos miliuns (bolinhas amareladas com sebo dentro. O tempo de exposição ao vapor com ozônio é de, no máximo, cinco minutos, isso porque, apesar do ozônio ser um gás de excelente efeito bactericida e fungicida, seu excesso pode provocar efeitos tóxicos quando inalado por um tempo prolongado, principalmente em gestantes. Após esse tempo, é aplicado, por mais dez minutos, apenas o vapor de água sobre a pele coberta por uma fina camada de algodão embebido em emoliente

A retirada de cravos e miliuns, deve utilizar técnicas corretas de manipulação.

Os cravos são espremidos com os dedos, mas o profissional nunca aperta a pele diretamente, sempre usa uma gaze médica para fazer a extração. Isso evita machucar a pele e também ajuda a reduzir a dor. Já os miliuns são removidos com a ajuda de uma microagulha, porque é necessário romper a casquinha que recobre o cisto para expelir a bolinha de sebo do seu interior. Durante a limpeza de pele, não é recomendado extrair espinhas, pois isso pode deixar cicatrizes na pele, além de gerar mais inflamação. Além disso, o procedimento não deve ser doloroso. A extração deve ser feita delicadamente e devagar de forma que o paciente sinta-se confortável. “Para pacientes mais sensíveis a dor, pode-se usar anestésico tópico previamente, mas geralmente isso não se faz necessário”, explica a dermatologista Carolina Marçon.

Após a extração, é utilizado um aparelho de alta frequência para cicatrizar e atuar como anti-inflamatório sobre os pontos da pele que sofreram microlesões.

– Massagem: nessa fase será realizada uma massagem com manobras suaves e metódicas com finalidade terapêutica ou estética, que auxiliam na aplicação de substâncias hidratantes e calmantes. Para a diminuição da vermelhidão, comum logo após a limpeza, também podem ser aplicadas compressas com loções calmantes e águas termais.

– Máscaras: é o procedimento de finalização da limpeza de pele e dura de 10 minutos a 20 minutos. A escolha do tipo de máscara depende do tipo de pele. Normalmente opta-se por máscaras calmantes, à base de azuleno, mentol.

– Filtro solar: a aplicação do protetor solar faz parte da última etapa da limpeza de pele. É aplicado em forma de gel ou loção para não obstruir os poros, sempre com fator de proteção igual ou superior a 30 para garantir que a pele está sendo protegida dos efeitos nocivos dos raios solares, como manchas. Como após a limpeza, a pele estará sensível isso também evitará queimaduras.

Preste atenção:

“Os produtos utilizados durante a limpeza de pele devem ser de boa procedência, sejam nacionais ou importados, e estar dentro do prazo de validade para que não haja risco de provocar alergias e irritações”, recomenda a dermatologista Carolina Marçon, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. “Produtos manipulados e à base de ácidos ou produtos tópicos com componentes hormonais só podem ser usados com a orientação e supervisão de um médico dermatologista”.

Periodicidade da limpeza de pele
O tempo entre uma limpeza e outra vai depender muito do tipo de pele de cada paciente. Peles normais à secas podem repetir a limpeza a cada dois meses. Já a pele mista a oleosa e com presença de cravos exige um cuidado maior, o ideal é fazer uma limpeza de pele por mês e utilizar produtos cosméticos adequados para cada caso. Indivíduos com um grau de acne muito intenso, devem sempre ter a orientação de um dermatologista para um melhor resultado.

Saiba mais: 9 segredos para controlar a oleosidade da pele
Contraindicações da limpeza de pele
Cravos – foto: Getty Images
Cravos – foto: Getty Images
Ao contrário do que muitos pensam, a limpeza é contraindicada para remover espinhas, pois pode deixar cicatrizes, além de gerar mais inflamação e agravar o quadro de acne. A limpeza de pele não é recomendada para peles muito sensíveis, aquelas que ficam vermelhas com facilidade, que sob o sol fazem rubor; as com muita descamação, e que costumam desenvolver alergias e irritações com facilidade. Além das peles com muita espinha.

Também não é recomendado fazer a limpeza em pele bronzeada. Após a exposição prolongada ao sol, a melanina (substância responsável pelo escurecimento da pele) está em plena atividade. Portanto, o contato com alguma substância mais agressiva pode provocar o aparecimento de manchas que vão ficar ainda mais evidentes quando o bronzeado sumir. Cosméticos que tenham ácidos na composição também estão proibidos nesse período. A pele está sensível demais e eles podem causar manchas.

Cuidados após a limpeza de pele
A pele demora cerca de 48 horas para se recuperar após a limpeza de pele. Alguns cuidados devem ser tomados nesse período e também após.

Leia também: limpeza de pele

Saiba mais: Carvão ativado: o que é, para que serve e benefícios
Recuperação da pele
Todos os procedimentos da limpeza, em especial a extração dos cravos, sensibilizam e irritam a pele. A extração de milium pode inclusive formar casquinhas, porque a pele sofrerá microcortes.

Cuidados nas primeiras 48 horas
Cuidados com a pele – foto: Getty Images
Cuidados com a pele – foto: Getty Images
Produtos à base de ácidos e despigmentantes ou produtos tópicos com componentes hormonais devem ser receitados somente por médicos e o paciente deve ser orientado quanto ao uso. Está indicado o uso de produtos com propriedades calmantes, como a água termal, e cicatrizantes nos primeiros dois dias após o procedimento. A maquiagem também pode ser utilizada nesse período.

Cuidados diários
Os cuidados diários são essenciais para uma pele bonita e para uma boa manutenção dos resultados da limpeza. “O kit básico de cuidados é composto por um bom gel de limpeza, um tônico e hidratante diurno e noturno para prevenir o envelhecimento”, recomenda a dermatologista Carolina Marçon. “É interessante utilizar um esfoliante uma a duas vezes por semana para renovar a pele”. Mas atenção: o uso de esfoliante está liberado apenas após sete dias da limpeza de pele.

Exposição ao sol
O ideal é ficar 48 horas sem se expor ao sol. Além disso, aplicar filtro solar com, no mínimo, FPS 30, é essencial.

Uso de cosméticos e maquiagem
O uso de ácidos deve ser evitado logo após a limpeza de pele se a pessoa tiver a pele muito sensível e vermelha, para que a irritação não piore. A mesma recomendação vale para os cremes oleosos, que podem obstruir os poros. Maquiagem pode ser utilizada normalmente.

Saiba mais: Como usar o protetor solar para proteger a pele?
Profissionais que podem realizar a limpeza de pele
Na limpeza da pele com acne, a técnica, o cuidado e a habilidade do esteticista devem ser redobrados e a parceria com o dermatologista é de extrema importância para o êxito do tratamento. “Para efetuar esse procedimento o médico deve conhecer a anatomia e a fisiologia da pele, fazer uma avaliação detalhada para estabelecer o tipo de pele e sua adequação aos cosméticos e princípios ativos a serem utilizados”, explica Carolina Marçon. Quanto ao esteticista, é de extrema importância dominar a técnica de extração e reconhecer o que pode e o que deve ser manipulado em relação às lesões da pele e como aplicar os cosméticos. Estabelecidas essas condições, pode-se trabalhar a pele do paciente com a segurança necessária, acabando com o mito de que a limpeza estraga a pele e provoca cicatrizes.

Perguntas frequentes
A dermatologista Mônica Fiszbaum conta que algumas dúvidas já se tornaram cativas no consultório e continuam em pauta entre homens e mulheres que procuram orientação profissional antes de entregar o rosto para ser renovado. Veja quais são elas:

Todo mundo deve fazer limpeza de pele?

Não. Pacientes com a pele cheia de espinhas amareladas devem evitar o procedimento. Nessa situação, a infecção pode se disseminar e o tratamento, em vez de ajudar, vai comprometer a saúde cutânea. Nessas situações, o melhor é fazer um tratamento com o dermatologista, esperar as espinhas sumirem e, aí sim, incluir a limpeza na rotina.

Posso fazer limpeza quando estiver bronzeada?

Não é recomendado. Após a exposição prolongada ao sol, a melanina (substância responsável pelo escurecimento da pele) está em plena atividade. Portanto, o contato com alguma substância mais agressiva pode provocar o aparecimento de manchas que vão ficar ainda mais evidentes quando o bronzeado sumir.

Depois de fazer a limpeza, é permitido tomar sol?

Em excesso, não. Saindo da clínica, fique 48 horas sem se expor ao sol. Além disso, aplique filtro solar. Cosméticos que tenham ácidos na composição também estão proibidos. Nesse período a pele está sensível demais e eles podem causar manchas. A mesma recomendação vale para o cremes oleosos, que podem entupir os poros.

Grávidas podem fazer limpeza de pele?

A não ser que a futura mamãe já tenha o hábito incluído no cotidiano, melhor evitar. Mas a explicação para isso tem fundo emocional: os médicos preferem proteger a paciente de qualquer tratamento que possa causar dores ou estresse.

É possível prevenir cravos?

Evitar os pontinhos pretos que insistem em marcar seu rosto é praticamente impossível, afinal não dá para frear a oleosidade natural da pele e, menos ainda, protegê-lo da poluição, os dois fatores que desencadeiam o surgimentos dos cravos. Mas não é por isso que você precisa passar o tempo todo com o rosto prejudicado. Alguns cuidados caseiros são suficientes para remover os pontinhos ainda que, a longo prazo, não substituam uma limpeza de pele. Tônicos e produtos adstringentes oferecem ótimos resultados, assim como sabonetes de ação profunda. Só tome cuidado para não usar produtos inadequados para o seu tipo de pele. Eles podem ressecar demais o rosto, levando o organismo a produzir ainda mais sebo e, consequentemente, favorecendo o aparecimento dos cravos e até de espinhas. No caso das mulheres, dormir maquiada também é fatal: os cosméticos entopem os poros, e o rosto rapidamente enche-se de pontos pretos.

Peeling ou limpeza de pele?

O peeling é um procedimento que pode ser utilizado para o tratamento de acne e controle da oleosidade da pele, mas é completamente diferente da limpeza de pele. O peeling químico consiste na aplicação tópica de determinadas substâncias químicas capazes de provocar reações que vão desde uma leve descamação até remoção da pele em diferentes graus. Isso significa que haverá descamação e troca da pele. Nestes procedimentos, podem ser utilizados diversos tipos de ácidos de acordo com o resultado que se deseja obter e com a profundidade que se deseja atingir.

O peeling deve ser indicado e realizados pelo médico. Somente o especialista é capaz de escolher o melhor produto na concentração adequada e também dominar os efeitos colaterais que possam estar envolvidos. Mesmo no caso dos peelings superficiais é importante avaliar a capacidade de resposta e a cicatrização da pele, além das relações custo – benefício do procedimento em questão.

Limpeza de pele caseira
A limpeza de pele caseira nada mais é do que aquela que deve ser feita diariamente com produtos que você tem em casa. Entre eles:

Demaquilantes para remover a maquiagem com produtos específicos para rosto e olhos
Sabonetes líquidos com pH compatível com o da pele
Água morna ou natural para o enxágue
Loções e tônicos adstringentes para remover resíduos de oleosidade, poluição e maquiagem que podem não ter sido removidos com o sabonete.
A esfoliação também deve ser feita semanal ou quinzenalmente para estimular a renovação celular. “Evite esfoliantes caseiros, pois eles podem gerar irritações e alergias. O ideal é consultar um dermatologista que poderá indicar o melhor produto para seu tipo de pele”, explica a dermatologista Bhertha Tamura.

Vale ressaltar que, ao fazer uma limpeza de pele caseira, é importante usar também hidratantes diurnos e cremes rejuvenescedores associados à ácidos noturnos para prevenir o envelhecimento – além de um filtro solar adequado ao seu tipo de pele com proteção contra raios UVA e UVB.

No entanto, esse passo a passo não substitui a limpeza de pele feita em consultório, que tem como objetivo realizar uma limpeza ainda mais profunda na pele.

Peeling caseiro – 3 Receitas que funcionam bem

Peeling caseiro – 3 Receitas que funcionam bem

Quando o assunto é manter a pele jovem e bonita existem milhões de tratamentos estéticos. Que prometem rejuvenescer a pele.

Claro que muitos desses tratamentos não estão acessíveis a todos os bolsos, pois alguns são bastante caros.

Existem também os tratamentos caseiros que muitas das vezes apresentam resultados bastante significativos, porém superficiais. Tratamentos Anti Rugas

Leia também: Peeling Caseiro funciona

Hoje vamos ensinar 3 receitas de peelings caseiro que realmente funcionam e são bastante poderosos cumprindo aquilo que prometem.

Os peelings são tratamentos profundos e devem ser realizados por médicos, feitos em consultório e com supervisão do profissional. Existem diversos tipos de peelings.

Os mais invasivos que são mais radicais e os peelings mais superficiais, que podem ser feitos até em casa que apresentam bons resultados. Como ter uma pele jovem e sem rugas em apenas 10 dias

peeling-caseiro.coom-fazer

Os peelings caseiros conhecidos também como esfoliantes, no entanto pode ser comprados prontos ou ainda “manipulados”.

Eles possuem efeitos que vão desde o clareamento da pele, desobstrução dos poros, melhoria da acne e da pele oleosa. Até a diminuição das rugas mais superficiais.

Para fazer o tratamento caseiro de forma segura, é necessário seguirá risca todas as instruções e nunca aplicá-los mais do que três vezes por semana.

Confira abaixo 3 receitas de peelings caseiros que podem ser feitos em casa sozinha e que apresentam ótimos resultados! Como remover as rugas usando cremes caseiros

1 -PEELING FACIAL PARA AMENIZAR AS RUGAS
Em um pote plástico ou de vidro, misturar uma colher de açúcar comum com uma colher de óleo de oliva extravirgem ,misture bem até obter uma pasta cremosa.

Antes do banho, aplique o peeling caeiro no rosto, fazendo suaves massagens com leves movimentos circulares sobre a pele levemente umedecida. Porém, deve-se tomar cuidado para não pressionar demais.

A aplicação desse peeling pode ser feita em toda a testa e rosto com atenção especial em relação à área dos olhos e pescoço.

Onde a pele é mais fina e a aplicação não deve ultrapassar mais de dois minutos.

Em seguida, tome o banho normalmente, sem aplicar sabonete nas regiões onde foi feita. A esfoliação e, após secagem da pele, passar o foto protetor FPS 30.

Resultados :
Este peeling facial tem o poder de suavizar as pequenas rugas que aparecem com a idade e pode ser feito em dias intercalados.

Enquanto o açúcar renova as células da pele, o óleo de oliva extravirgem penetra profundamente. Nutrindo e regenerando, até as camadas mais profundas.

Este peeling também pode ser usado para amaciar as mãos, o que proporciona excelentes resultados.

2 – PEELING FACIAL CLAREADOR
peeling-aveia

Para fazer esse peeling clareador é preciso apenas, aveia em flocos finos e iogurte. Pegue um recipiente, misture uma colher de sopa de flocos de aveia com uma colher de sopa de iogurte natural.

Durante o banho, após lavar o rosto com sabonete, aplique o peeling clareador, com massagens circulares e suaves.

Principalmente nas regiões da pele com mais manchas, deixe o peeling agir entredois a três minutos no máximo.

Enxágue muito bem logo em seguida. Seque a pele e aplique foto protetor com FPS 30.

Resultados:
Esse é o único peeling que pode ser feito diariamente. Enquanto a aveia em flocos finos remove as células mortas superficiais, que estão cheias de melanina, o ácido lático do iogurte estimula a renovação da pele e inibe a produção de mais melanina.

3 – PEELING PARA PELE OLEOSA E COM ACNE
receitas-peeling-caseiro

Para fazer a receita de peeling para pele oleosa e com acne será necessário. Uma colher de sopa de farelo de aveia, uma colher de sopa de mamão papaia amassado e uma colher de café de óleo de oliva extravirgem.

Coloque todos os ingredientes em um recipiente plástico e misture bem. Em seguida lave bem o rosto usando um sabonete que seja bastante suave.

Agora com a pele ligeiramente úmida. Massageia o peeling caseiro com movimentos uniformes e circulares na testa, queixo, nariz e maçã do rosto, que são as áreas mais oleosas e mais afetadas pela acne.

Resultados:
Enquanto o farelo de aveia irá remover as células mortas da superfície da pele e tirar o sebo acumulado sobre os poros, desobstruindo e dos canais sebáceos, a papaína do mamão potencializa o efeito esfoliante para uma completa “limpeza de pele”.

O óleo de oliva repõe imediatamente os lipídios perdidos para que não ocorra o efeito rebote.

NOTA :Os resultados dos peelings caseiros começam aparecer após a quarta aplicação e a frequência recomendada é de três vezes por semana.

Bônus receita anti-rugas
Ingredientes:
1 vidro escuro com tampa
2 colheres (sopa) de óleo de cânhamo
1 colher (chá) de óleo de germe de trigo
1 cápsula de óleo de prímula
4 gotas dos óleos essenciais de olíbano e sândalo

Modo de Fazer:
Acrescente todos os óleos acima dentro de um vidro com tampa limpo e escuro .

Todos os dias antes de usar limpe bem a pele , agite bem o vidro e aplique na área que deseja evitar as rugas e marcas de expressão.

O que é Biotina, para que serve, quais seus benefícios, suas função e onde encontrar

O que é Biotina, para que serve, quais seus benefícios, suas função e onde encontrar

Dicas de Saúde, Nutrição Esportiva, Vitaminas, Tipos e Funções

Biotina, vitamina B7 ou ainda conhecida como vitamina H, é uma entre as conhecidas como vitaminas do complexo B, evidente em praticamente todos os seres vivos e que tem como função metabolizar macronutrientes.

A vitamina B7 age como precursora de enzimas do tipo carboxilases, que são essenciais ao organismo pela grande responsabilidade de absorver, separar e direcionar vitaminas que consumimos, em especial, aquelas provindas de ácidos graxos, carboidratos e proteínas.

Crescimento das células (núcleo celular), manter a glicose sob controle, compor cabelos e unhas são atributos da Biotina, que começou a ser mais valoriza em 1916, por apresentar relevância em pesquisas com roedores.

Na ocasião, clara do ovo crua, foi utilizada como experimento para prevenir desordens na derme e couro cabeludo de camundongos e o resultado era a piora. Contudo, quando adicionada gema cozida, surpreendentemente ocorria a prevenção da toxicidade da clara.

De acordo com a história, foi em 1936, que após isolar a substância bloqueadora da gema, chegaram a um novo agente para anular os efeitos negativos da clara sobre os camundongos, e a ela puseram o nome de Biotina.

A carência de Vitamina B7 atinge crianças e adultos e manifestações do tipo seborreia infantil, glossite atrófica, flacidez, dermatite até falta de apetite são sintomas da pouco quantidade no organismo.

Porque precisamos nos preocupar com essa vitamina? Quais são as funções de Biotina? Como melhorar os níveis e como suplementar?

Essas e mais situações serão abordadas neste post preparado pela equipe Dicas de Treino. Acompanhe!

O que é Biotina

É possível encontrar referências a este elemento como sendo a coenzima R e o composto químico vitamina H, e menções as suas variantes são fundamentais para fazer crescer microrganismos.

Essencialmente a Biotina é um ácido que resiste ao calor, e para que fórmulas possam ser comercializadas precisam conter o isômero d-Biotina.

Em pessoas, a absorção desta vitamina ocorre bem próximo ao intestino curto, sintetizado por bactérias e o transporte através do sangue, graças a glicoproteínas.

Tecnicamente sua função é dirimir ácidos graxos ponderando-o para que a lipogênese ocorra, mas, também é responsável pelo catabolismo de Leucina (aminoácido importante para o corpo) e metabolização de hormônios.

Diariamente é necessário agregar ao organismo essa vitamina, pois muito pouco do que é consumido na dieta fica retido no corpo. Todos os dias excretamos metade do que é ingerido através das fezes e outra grande parte pela urina.

Um dos alimentos mais famosos em biotina é a gema do ovo, e também um dos mais indicados para melhorar dietas carentes neste elemento.

Biotina é também o princípio ativo de muitos fármacos, utilizados para tratar deficiências, que felizmente podem ser identificadas ainda na infância, como veremos adiante. Nesta lista podemos encontrar Gerilon, Matersupre e Vitforte.

Suplementos com vitamina B7 são comercializados livremente e com apelo dizem ser os melhores para alcançar um cabelo digno de elogios.

A importância da Biotina

Converter macronutrientes é sempre uma função que deve estar equilibrada no organismo humano, já que a boa performance global do indivíduo depende desses nutrientes.

Pois, segundo a respeitada EFSA – European Food Safety Authority, para produzir energia, converter alimentos em glicose é uma das tarefas da biotina.

Ativar a metabolização de proteínas é outra tarefa complexa (talvez a mais do organismo humano) desta vitamina, e requer biossíntese exata.

Considerando que o organismo utiliza aproximadamente 100 diferentes enzimas para sintetizar, destinar e degradar proteínas, que também podem ser consideradas a fonte de 90% para que a energia química ocorra, manter níveis ideais dessa coenzima é essencial.

Sabe-se que biogênese de proteínas envolve pelo menos 5 fases, designadas como:

Primeira Fase: onde os aminoácidos são ativados e então os carboxilados são responsáveis para que a ligação peptídica ocorra;

Segunda Fase: onde unidades menores interagem para formar o complexo de iniciação;

Terceira Fase: momento em que ocorre a interação entre outros aminoácidos e proteínas chamadas de “fatores de alongamento”;

Quarta Fase: etapa final onde a síntese é encerrada e a proteína está pronta para o processo final;

Quinta Fase: nesta etapa a proteína já tem sua forma (tridimensional) e passará a ocupar presença ativa no organismo.

Contudo, a Biotina ainda serve para garantir a homeostase e o melhor aspecto da pele, unhas e cabelos. Dados indicam que tratamentos com biotina são providencias para curar cistite recorrente, lesões no plano nasal e planta das mãos.

Mas não é só isso, metabolizar neurotransmissores para manter a saúde mental em dia, entre eles a serotonina, além de evitar que o estresse, ansiedade e fobias prejudiquem a saúde física e mental, depende da performance das vitaminas do complexo B, cuja Biotina faz parte.

Benefícios da Biotina

Na forma química ou manipulada, pessoas são beneficiadas com Vitamina b7 para tratar problemas na pele como: acne, seborreia e alopecia (redução drástica de pelos, tipo a calvície).

Além disso, pode ser usada como preventiva para estes e outros casos como por exemplo, ativar células evitando que a deficiência se instaure.

Entretanto, a lista de benefícios que essa vitamina traz a pessoa passa ainda por outros setores como:

Redução dos níveis de triglicerídeos e colesterol: O potencial de sintetizar gorduras é crédito da Biotina e isso ajuda na circulação sanguínea e saúde vascular;
Equilibrar a insulina: Quando podemos contar com a coenzima R diminuímos as chances de diabetes tipo 2;
Repor tecidos (células): A vitamina B7 tem efeito sobre células, em especial para prover crescimento na medula óssea, importante pra melhorar a imunidade;
Aceleração metabólica: Por ativar enzimas melhorias no processo digestivo e esvaziamento estomacal são percebidas trazendo conforto e menos acúmulo de gordura abdominal;
Recuperar a pele: Cosméticos levam biotina na sua fórmula justamente pela sutil, mas prolongada eficiência no tratamento de rugas e sinais da idade;
É ótimo para unhas: deixando-as fortes e sem quebras;
Auxilia na saúde mental: graças a capacidade de produzir neurotransmissores importantes para o bem-estar.
Mas, há ainda 3 situações que merecem se destacadas quando falamos em benefícios da vitamina B7, são elas: ganho de massa; perda de peso e saúde capilar – o qual teremos um tópico exclusivo adiante.

Leia também:
Benefícios do Kefir para Pele e Cabelo

Baixa Imunidade: Sintomas, Causas, Tratamento e Suplementação

Vitamina H: O que é, para que serve, benefícios, função, colaterais, como tomar

É sabido que ganhar massa e um shape definido tem relação direta com a musculação e a Vitamina B7 e todas do complexo B são fundamentais para esse processo, pois auxiliam fortemente a amenizar dores e evitar perdas decorrentes do catabolismo.

É importante ressaltar que Biotina não engorda, ao contrário, é fundamental para reduzir peso, inclusive, pessoas que estão fazendo dieta restritivas e/ou veganos devem consumir suplemento que contenham vitamina H.

Efeitos colaterais da vitamina B7

Os efeitos colaterais provindos da biotina, precisam ser analisados por dois ângulos. Primeiro, considerando a ausência ou pouca quantidade e de outro lado o excesso de vitamina b7.

A carência se manifesta raramente e é decorrente do momento em que bactérias intestinais são destruídas, situação provável quando existe o consumo de clara de ovo cru.

Doenças como cirrose hepática também reduz o nível de biotina no organismo, além disso, no período gestacional, mulheres ficam expostas a menores níveis dessa vitamina.

Neste caso, a pessoa apresenta alguns quadros negativos como pele flácida, língua inchada e com pus, dores musculares, queda de cabelo e dermatites.

Leia também: Biotina funciona

Já, quando o organismo está com taxas elevadas de biotina, além de diarreia, náuseas e aumento da acne podem surgir.

Efeitos colaterais com uso de suplementos com vitamina b7 são poucos, mas, considerando que organismos reagem de formas diferentes a fórmulas químicas, existe a probabilidade de:

Alergias;
Aumento da necessidade de urinar;
Descontrole da glicose, podendo aumenta-la;
IRA- Infecções respiratórias agudas.
E outras que ainda não foram diagnosticadas.

Biotina emagrece ou ajuda a engordar?

O propósito desta vitamina não é servir para emagrecer, tão pouco faz com que pessoas engordem.

Como dito, a função principal é metabolizar macronutrientes e ao fazer isso, automaticamente, auxilia para que o metabolismo funcione de forma otimizada, evitando que a pessoa engorde.

Como enzima ácida, a vitamina b7 também influencia para que o organismo absorva com precisão cada nutriente oferecido na dieta, logo, está subentendido que engordamos quando não cuidados da dieta e não quando tomamos Biotina.

Outro pronto a destacar é o potencial da Vitamina B7 para formação de massa muscular, e esse ainda é o melhor caminho para definir o corpo, distribuindo de forma equilibrada a gordura corporal.

Com mais energia – graças a vitamina – automaticamente a disposição para se exercitar aumenta, e isso leva a pessoa a melhorar os cuidados com o corpo.

Sem esquecer que é a Biotina uma das responsáveis para tratar de forma eficaz problemas de ansiedade, estresse e fadiga mental, fatores que interferem maciçamente para que se busque na comida uma forma de “afogar as mágoas” e é isso que faz que quilos se acumulem.

Biotina para o cabelo

Quem deseja um cabelo saudável, com brilho, sedoso, fios resistentes e sem quedas pode sim recorrer a vitamina b7.

Situações como a calvície também são tratadas com essa vitamina associada a outros elementos (lipídeos polares, fitoesterois, glicosilceramidas, etc) que resultam em nutracêuticos de uso oral e tópico.

A ação desses ocorre de diferentes formas. Ora agem diretamente no bulbo capilar (no interior da raiz do cabelo), ora nutrem de forma global o organismo melhorando também o processo de síntese de outras vitaminas e minerais.A comunidade médica e pesquisas científicas aprovam tratamentos contra calvície a base de biotina, porquê de fato a alopecia não cicatricial (calvície comum) que Albert Kligman descreveu já em 1961 é eminente a perda por telogenização (perdas grandes e em pouco tempo).

Este processo que mexe com a autoestima de homens e mulheres é causa comprovada da falta de minerais (ferro e zinco), deficiência proteica e biotina.

Uma justificativa de usar Biotina como forma de prevenção ainda enquanto os cabelos se fazem presentes.

Quais os benefícios da Biotina para o cabelo?

Bons produtos para usar nos cabelos com biotina devem proporcionar tratamento e prevenção da queda, além de agirem para a atividade anabólica na matriz extracelular do couro cabeludo, e assim apresentar resultados como:

Fio forte;
Brilho natural;
Evitar a caspa;
Diminuir as chances de branqueamento;
Afastar a seborreia;
Diminuir a quebra;
Revitalizar em caso de química.
E, acima de tudo deliberar a favor da redução da queda.

Como usar a biotina?

Diferentes formas e propósitos devem ser pensados antes de suplementar com vitamina H.

Para tratar a biotinidase DBT (erro metabólico que ocorre já nas primeiras semanas de vida) é fundamental o acompanhamento médico, mesmo que ocorra em qualquer fase da vida.

Normalmente, bebês diagnosticados com essa deficiência recebem em torno de 0,0005mg de biotina/dia;
Após a adolescência, doses comuns (homens e mulheres) de 0,0019mg/dia parecem ideais;
Durante a gestação as mulheres ficam propensas a quedas de vitamina B7, e neste caso, suplementar depende da avaliação pré-natal para ajustas doses e período, mas é essencial para garantir a saúde do feto;
Mulheres que amamentam também precisam observar se a quantidade de vitamina b7 está adequada, pois doses maiores/dia giram em torno de 0,0035mg.
Para melhorar o aspecto de cabelo e tratar a queda, usualmente entre 5 e 10g/dia resultam e ganhos significantes.
Pessoas que sofrem de esclerose múltipla são agraciadas com melhoras significantes quando tratadas com doses elevadas de biotina.

Como tomar Biotina

Não podemos deixar de mencionar que uma dieta balanceada, com foco na reposição deste nutriente, é fundamental para melhor a quantidade de vitamina H em qualquer fase da vida.

E a lista dos alimentos preponderantes em Biotina inclui:

Gema de ovo;
Fígado bovino;
Arroz integral;
Ostras;
Leite;
Soja;
Aveia;
Brócolis;
Espinafre;
Banana;
Couve flor;
Batata;
Farelo de trigo;
Laranja;
Gérmen de trigo;
Amêndoas;
Esses e outros itens – que contém outras vitaminas do complexo B – devem estar presentes diariamente na dieta, contudo, quando se inicia o consumo de suplementos é importante atentar-se ao modo de toma-los.

Se o objetivo é melhorar a pele, cabelo e unhas, o ideal é começar com a dose mínimas, normalmente de 5mg que podem ser aumentadas conforme o organismo reage.

Lembrando que é importante não exceder a dose máxima de 10mg/dia.

As cápsulas devem ser tomadas com água, uma ou duas vezes ao dia, junto as refeições.

Onde encontrar Biotina?

Um dos melhores suplementos de vitaminas do complexo B do mercado é disponibilizado pela Growth Supllements.

A Growth, juntamente com sua equipe de pesquisadores, entre eles nutricionistas, estuda e cria fórmulas vitamínicas para atletas e pessoas que prezam mais saúde.

Um desses suplementos é o Complexo B com 120 cápsulas da Growth Supplements, onde estão contidas todas as vitaminas com complexo B, inclusive biotina, de forma equilibrada.

Acesse o site da Growth Supllements e conheça este composto atual e rigorosamente preparado para atender a demandas de vitamina B7 e outras. Para conferir clique aqui!

Para concluir este post…
Lembramos que a falta de Biotina resulta em uma pele seca, sem vida e escamosa (principalmente no nariz e boca), além disso, unhas se quebram e o cabelo tende a cair, sem falar que o mau humor parece encontrar morada definitiva.

Suplementar e melhorar essas situações é um excelente propósito, principalmente para agregar a saúde de grupos que poderão sofrer muito com essa ausência de vitamina B7, como grávidas, idosos, crianças, doentes que se alimentam por sonda e naturalmente atletas.

Para propagar ideias positivas sobre nutrição e cuidados, pedimos que compartilhe este post, e se tem mais informação e deseja somar a causa do site, envie-nos através de comentários logo abaixo.

Varizes Varizes (termos médicos: varizes, varicoses ou varicosidade)

 Varizes (termos médicos: varizes, varicoses ou varicosidade)

Diagnóstico e tratamento
Aquilodinia
Terapia de compressão
Lipedema
Linfedema
Úlcera venosa da perna
Osteoporose
Trombose de viagem
Dores lombares
Trombose
Doenças venosas
Veias de aranha
Pernas inchadas
Inflamação venosa
Varizes
Insuficiência venosa
Terapia venosa
O que são as varizes?
Varizes (termos médicos: varizes, varicoses ou varicosidade) são veias distendidas que surgem, principalmente nas pernas, como inchaços tortuosos que, às vezes, se prolongam como protuberâncias em forma de nó na superfície da pele.

Leia também: Varicell funciona

Sintomas de varizes
Varizes são facilmente visíveis e palpáveis. Em contraste com as veias de aranha primordialmente inofensivas, as varizes podem causar sintomas importantes. Ademais, elas são frequentemente um sinal de doença venosa mais profunda subjacente.

Pernas cansadas
Pernas pesadas
Pernas inchadas
Câimbras noturnas nas pernas
Indivíduos com varizes sofrem de pernas cansadas e pesadas, principalmente à noite após passarem o dia todo em pé ou sentados, mas também em clima quente. Os tornozelos também podem inchar à noite, por causa da água que se acumula nos tecidos. Estes sintomas podem ser aliviados movimentando-se ou deitando-se. Muitos dos indivíduos afetados também sofrem de câimbras na panturrilha à noite.

Como as varizes se desenvolvem
Varizes se desenvolvem quando as veias se alargam e, portanto, as válvulas venosas não conseguem mais se fechar adequadamente. Os médicos chamam isso de regurgitação valvar. O sangue flui de volta para o coração muito lentamente, se acumula nas veias e, gradualmente, as dilata. Varizes não são apenas sinais de envelhecimento, pois também podem ocorrer em indivíduos mais jovens com predisposição genética. Além disso, os fatores de risco incluem atividades que envolvem ficar em pé, sobrepeso (obesidade) e doença cardíaca. Varizes também podem ser formar durante a gravidez.

Diagnóstico de varizes
Para obter um diagnóstico exato, o médico examina a extensão da insuficiência venosa e verifica se veias mais profundas são também responsáveis pelas varizes. Os procedimentos médicos a seguir são utilizados na investigação diagnóstica de varizes:

Ultrassonografia duplex (link para exame duplex)
Ultrassonografia (link para ultrassonografia)
Sonografia com Doppler (link para sonografia com Doppler)
O que acontece se as varizes não forem tratadas?
Se não for tratada, a varicosidade grave (varizes) pode causar sérios riscos à saúde. Insuficiência venosa crônica leva a doenças progressivas da circulação sanguínea e causa

Alterações na pele
Eczema
Úlceras venosas dolorosas
Úlceras venosas abertas nas pernas (ulcus cruris)
Se a doença progredir ainda mais, as varizes podem se inflamar e coágulos sanguíneos podem se formar (trombose), o que pode, em última instância, provocar embolia pulmonar.

Como as varizes são tratadas?
Meias de compressão medicinais são uma forma de tratamento modificador da doença para varizes. Elas exercem pressão mecânica sobre as veias, o que reduz o diâmetro venoso e permite o fluxo sanguíneo mais rápido. Devido à redução do gradiente de pressão do tornozelo para cima, o sangue não se acumula mais nas pernas.

Usar meias de compressão medicinais é recomendado se…
Você tem tecido conjuntivo frouxo hereditário. Isso geralmente ocorre quando existem casos de varizes e outras doenças venosas entre os seus parentes próximos.
Você tem um trabalho que envolve longos períodos sentado, em pé ou agachado. As bombas articulares e musculares só podem funcionar 100% durante o movimento, e as veias são esvaziadas através da atividade muscular.
Você sofre de obstipação crônica. A pressão na cavidade abdominal aumenta, o que aumenta a carga sobre as veias.
Você consome bebidas alcoólicas (em grande quantidade) regularmente. O álcool atua alargando as veias.
Você está grávida ou acaba de dar à luz, ou está tomando contraceptivo oral ou um preparado hormonal para menopausa. Alterações hormonais favorecem o surgimento de varizes.
Você tem que sentar ou ficar em pé por longos períodos em situações especiais, por exemplo, jornadas longas (especialmente em aviões) ou quando trabalha em feiras de comércio. Em tais circunstâncias, é recomendado que mesmo pessoas com veias saudáveis usem meias até (abaixo) o joelho ou meias-calças de compressão especiais.
Medidas preventivas
Você pode prevenir varizes e outras doenças venosas mais eficazmente usando consistentemente peças de vestuário de compressão com compressão leve (p.ex., classe de compressão 1).

Se não tiver doença venosa (indicação médica), você terá que pagar pelo custo das meias de compressão do próprio bolso. Entretanto, esse investimento na sua saúde vale cada centavo, especialmente porque as peças de vestuário de compressão duram pelo menos seis meses, se devidamente cuidadas. O seu médico pode prescrever peças de vestuário de compressão a você até duas vezes por ano, se houver indicação médica.

Dicas para o dia-a-dia.
Se exercite o máximo que puder. Mude de posição com frequência e, de vez em quando, ponha as pernas para cima.
Mantenha uma dieta leve e balanceada.
Perca qualquer sobrepeso.
Vista roupas soltas e confortáveis.
Escolha sapatos confortáveis, sem salto.
Lave seus pés regularmente com água fria. Banhos quentes e frios fortalecem os tecidos conjuntivos.
Planeje sessões regulares de 10 minutos de exercícios venosos na sua rotina diária.
Use palmilhas se tiver pé chato ou pé largo e achatado.
Use meias-calças ou meias de compressão medicinais.